domingo, 3 de junho de 2007

Espelho


Pego-me olhando no espelho
Não me reconheço
Procuro algo no meu reflexo
Mas tudo já não é como antes
A pessoa para quem olho é estranha!
E está triste!
Mesmo parecendo que não
Tudo que vivi deixou marcas em meu rosto
Meu olhar me entrega
Uma lágrima rola
Fico sem saber o motivo
Quando preciso de atenção, de carinho ...
So encontro no espelho
Às vezes no travesseiro
Falo, desabafo, choro e desabo


A única coisa que ouço
É que "tudo vai passar"
Até mesmo as alegrias
Ah meu tempo de criança!
Sem preocupações...
Sem brigas com meu coração
Mas pra falar a verdade:
Não lembro de minha infância
Acho que não a vivi com intensidade
Ou será que apaguei da memória,
Porque foi mais uma cena triste?
Uma coisa é certa
Não posso viver mim olhando no ESPELHO
E lamentando por essa cicatriz
Se você quer mim olhar
Veja-me agora, como estou
Daqui à pouco já vou ser outra pessoa
Não mudo porque você não mim olha
Mudo porque a lei da vida me obriga
A vida me ensinou isso
E o ESPELHO mim mostrou tudo


Janeiro de 2003, por Marcio Chagas

Vídeos

Loading...