domingo, 15 de agosto de 2010

LIBERDADE PRA IR E VIR



Outro dia me disseram que eu escrevo como um colunista, eu ri, não sei até agora se foi um elogio ou uma critica. Na verdade escrevo mais como uma forma de fazer uma analise das coisas, ou eventos, que acontecem em minha vida. Acho que todos deveriam tentar fazer isso, é bom.  Me sinto bem ao fim de cada postagem. Porém para os desavisados de plantão, nem tudo que escrevo é sobre minha vida, a minha vida real. Lembre-se que sou ator e como tal gosto de criar personagens e vivenciá-los.
Já que gosto de falar da minha agitada vida (riam é uma piada), vou lhes dizer das ultimas. Esse mês, mês dos pais, mês de meu aniversario, mês dos encontros, com ele vêem também muitas incertezas (das quais falarei depois). Bem, nunca notei meu atual interesse por leituras, filmes, internet, musicas etc. como tem acontecido atualmente, depois do fato ocorrido em minha vida; e tenho preenchido todas as lacunas da melhor forma possível, de forma cultural e informativa. Estou feliz por isso, pois tenho aprendido bem mais agora do que qualquer pessoa poderia me ensinar, ou tentou ensinar. So tenho ganhado com isso. Interessa-me saber mais do inglês, do Frances, Espanhol, Pós-graduação, amigos. Acho que eu estava preso a uma espécie de caixa, que eu ajudei a criar, e agora estou livre pra ir e vir, da forma e no tempo em que eu quiser. Pensei que era feliz, mas eu era apenas um prisioneiro, i’M FREE

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Como seria ser feliz?

Isso é algo que cada um poderia responder de forma clara e completamente diferente uma das outras. Mas como podemos ser felizes se nem ao menos sabemos a única, e definitiva, tradução do que é felicidade? Seria Por causa disso que viemos ao mundo? Essa também é outra pergunta da qual o ser humano não tem respostas, e que é algo muito complexo pra se discutir, então deixemos esse assunto pra outra oportunidade. Por hora vamos tentar chegar mais perto possível de uma definição da palavra FELICIDADE. Alguns dizem que o dinheiro não traz a felicidade; sou obrigado a discordar dessa frase, pois se o dinheiro não traz felicidade, pode comprar boa parte dela. Isso no campo material. Já no nível sentimental a frase é verdadeira, e acho que so nesse nível. Felicidade, pra mim, está, e tem sido assim, em uma música ao acordar, numa ligação de um amigo, em um dia de farra na cidade vizinha, em horas de internet, em olhar nos meus e-mails e ver algo que me escreveram, um convite pro cinema, um momento de nostalgia, enfim, tudo que passa rápido, mas que diverte. As memórias presas em nossas mentes, também são um “ser feliz”, mesmo as memórias que trazem algumas gotas de lagrimas. Lagrimas nem sempre é de tristeza. E para os apaixonados, felicidade não é ter um grande amor, um amor duradouro, um casamento, filhos, cachorros, gatos ou peixes. Você consegue viver plenamente feliz sem eles. Mas pra isso é fundamental você esta de bem consigo mesmo e também contar com o apoio da família e amigos, ao menos os mais queridos. Recentemente descobrir como é bom ser feliz sozinho, não quero ditar aqui que feliz é preciso se separar de seus cônjuges. Pelo contrario, eles também são excelentes fontes de alegrias. E nos ajudam a dá um belo sorriso pela manhã, ao acordar. Por tudo isso meus amigos leitores, sejam felizes, beijem na boca, trazem, riam, saiam, voltem, abracem, escrevam, liguem, perguntem, falem, elogiem, agradeçam.

Obrigado, Deus ilumine a todos.

Márcio Chagas

Vídeos

Loading...